Espiritismo – Origem e Formação na Terra

COMO FORAM FEITOS OS ESPÍRITOS?

Antes deles serem daqui, eram Racionais que vinham perdendo suas virtudes, até que foram à extinção ( ver texto “De Onde Viemos e Para Onde Vamos” ) e uns tantos se transformaram assim.

Virtude é vida e eles perderam a vida Racional, por perderem as suas virtudes.

Ficou o corpo, que é o vínculo, se transformando em outros seres, que são os habitantes do espaço, ganhando nova vida, por ficarem ligados ao elétrico e magnético; o vínculo de Racionais puros, limpos e perfeitos que eram, antes de serem Racionais em deformação.

Está aí, como foram feitos os espíritos, que botaram os nomes de guias, protetores e orixás e que aqui, incorporando nos médiuns, se identificam como querem.

A ORIGEM DOS VIVENTES DO VÁCUO.

E os invisíveis? Os viventes que habitam o vácuo entre o Sol e a Terra, como é a sua origem?

Foram uns tantos que ficaram sobre uma parte da planície e não se deformaram de todo, como os corpos que se extinguiram em cima da resina e da parte já deformada da planície. ( ver texto: “De Onde Viemos e Para Onde Vamos” ).

Todos corpos Racionais, sendo que esses outros invisíveis, ficaram sobre outra parte e paralisaram o progresso, não se deformando de todo, sendo justamente os viventes do vácuo. Os que continuaram com o progresso ( a descida ), chegaram à extinção dos corpos, que é a origem dos seres humanos, como já sabem. Por isso existem dois mundos: esse aí do vácuo, dos habitantes invisíveis e esse vosso aí da Terra. Mas tudo que está entre o Sol e a Terra abaixo deles, é deformado, embora sejam os invisíveis classificados em categoria superior aos que se deformaram de todo, que viraram bichos de uma vez, como os corpos daí, produtos dos bichos, dessas bicheiras que são a terra e a água. São deformados em categoria superior, no espaço e vós, em categoria inferior; mas embora eles sejam formados em categoria superior, nunca puderam descortinar o encanto, mantendo todos nessa vida de experiências, sem saberem dar divulgação de tudo, por serem encantados também.

Eis a razão do espiritismo ser de longos séculos e veteranas eras e nunca passou disso. Sempre se mantendo com a mania das reencarnações, dizendo que os corpos aí na Terra são os mesmos sempre a nascerem. Mas não sabem que os corpos voltam a nascer na Terra, devido às sementes que estão no sol, na lua, nas estrelas, na terra, na água, nos animais e nos vegetais, como já sabem.

Botaram o nome de reencarnação, por desconhecerem que os corpos morrem e tornam a nascer em carne, devido às sementes serem sempre as mesmas.

E assim, já vêm há muito imperando com esse nome de reencarnação, dizendo que todos têm espírito, mas não sabem que o corpo que nasce aí é espírito, porque nasce para viver de experiências e todos que vivem de experiências são espíritos, errando sempre mais do que acertando, vítimas das experiências, por do espaço virem as influências, pois a natureza já é feita para todas essas correspondências dos astros, que são os corpos.

Portanto, o que são os invisíveis do espaço? São deformados em categoria superior à vossa deformação e de tudo, como já sabem, desse globo: sol, lua, tudo enfim.

E NO ESPAÇO, A HIERARQUIA É A MESMA QUE DÁI DA TERRA?

Sim, existem viventes bons e maus; e na Terra, a mesma coisa, por a natureza ser a mesma e depender da mesma formação. Há os seres deformados, que quase perderam as virtudes de todo; esses são os maus; e os que não perderam, são os melhores. Mas todos são igualmente deformados, por pertencerem a essa mesma deformação Racional e dela dependerem.

Agora, perguntais:

– E como se alimentam?” Pelo aroma dos gases arquidoféricos.

– E o sol?” O seu sustento é natural, porque no seu movimento está o seu alimento.

– E a lua? Por que míngua, depois enche e faz estas modificações?” Em virtude da sua grande ação magnética. Quando está com a sua radiação muito forte, está bem visível e conforme vai transmitindo, vai minguando. Recebe a carga quando vai enchendo, aumenta e depois de cheia começa a descarregar. É por isso que a parte do minguante é boa para tudo.

A lua, por ser de grande ação magnética, é que mexe com tudo e sobre todos. É um corpo magnético, como o sexo feminino, que também já é próprio para receber a carga e descarga. Quando está descarregando, está regulando com a sua lua até acabar a carga. Acabou a carga, não se vê mais nada e começa a carregar outra vez. E assim é a lua; depois de carregada se vê grande e bonita, e depois de descarregada some e não se vê mais nada. Não some; parece sumir, por ser um corpo de efeito magnético. Carregada é visível e descarregada é invisível. Nessas modificações todas é que surgem o que se chama de lua cheia, quando está carregada; quarto crescente, quando está carregando; quarto minguante, quando está descarregando e lua nova quando está completamente descarregada, formando aí, os quatro quartos da lua.

E esses movimentos são proporcionados, em virtude da própria natureza ser um conjunto elétrico e magnético, trabalhando a lua como uma bateria de carga e descarga, pelos eflúvios das ondas e das correntes da própria natureza.

A lua, tem assim, com a sua ação magnética, uma grande influência sobre a matéria, influência essa a que todos os seres materiais obedecem, dependendo da sua regulagem, devido aos fluidos elétricos e magnéticos que ela produz.

As estrelas, da mesma forma, com os seus eflúvios elétricos e magnéticos. São corpos elétricos e magnéticos, formados das essências da matéria, ( das essências formadas pelas virtudes perdidas da planície e da resina. Início da formação da água e da terra – ( ver texto “De Onde Viemos e Para Onde Vamos” ), como já sabem ser, das virtudes da resina e da planície deformada.

Virtudes são vidas e essas vidas, correspondem a outras vidas. As estrelas são corpos elétricos e magnéticos, por ser a natureza também, elétrica e magnética. Brilham esses corpos acima de todos os terrestres, e sendo componentes da mesma natureza, com formações diferentes, devido á deformação dos seres.

COMO NASCEU O ESPIRISTIMO NA TERRA?

Nas primitivas épocas de fases longínquas, os modos de vida eram diferentes.

O alfabeto que imperava era o alfabeto do verdadeiro natural, o alfabeto astrológico, que todos têm na palma das mãos.

Com esse alfabeto todos viviam muito bem, por serem conduzidos certos e conscientes da vida, por trazer toda a trajetória ( na palma das mãos ), da vida da pessoa, para que nasceu, o que devia ser, onde devia morar, o ofício, enfim o mapa descriminando tudo que a pessoa tinha que fazer e tudo que a pessoa tinha que ser na vida.

Mas com o tempo, a evolução já muito grande, nem todos se conformavam com o natural da vida, com o limite do alfabeto natural.

E foi nascendo o descontentamento de uns tantos, que foram os causadores que inventaram um novo alfabeto, que é esse que aí está, para dar expansão às suas vontades.

Por exemplo: um filho de um nobre, trazia na palma das mãos o seu destino de ser um lenhador.

Então o pai, não se conformava e aumentava o descontentamento com o alfabeto verdadeiro.

Trataram então de criar e inventar outro para dar expansão e gosto á vontade dos pais que queriam que os filhos fossem grandes e não pequenos.

E a mudança deste alfabeto, que foi o princípio deste que aí está, revoltou os habitantes dos astros, ou do espaço ( como queiram interpretar ), revoltou o natural do campo de astrologia.

E daí, os habitantes do espaço começaram a entrar em contacto com os seres humanos, nascendo aí, o primeiro passo do espiritismo na terra.

A causa: a mudança do alfabeto astrológico por um alfabeto artificial e os habitantes do mundo astrológico vieram em socorro da humanidade, para orientar a humanidade.

No princípio houve muita dificuldade em aceitar, como tudo no princípio é assim, é sempre difícil a aceitação.

Começaram os habitantes do espaço a se incorporarem nas pessoas, uns a quebrar tudo dentro de casa, outros ficavam desacordados vários dias, outros começaram a falar diferente e ninguém sabia o que era a doença e isto tomou grande vulto na época.

Nesta época ( dos sábios ), diziam que era uma doença esquisita, faziam tratamentos, tomavam remédios e nada resolvia.

Então, os sábios começaram a se reunir, para descobrir o remédio para a cura dessa doença que deixava todos alarmados, eram esquisitos esses ataques, as pessoas ficavam duras, imobilizadas, na incorporação dos habitantes do espaço.

Fizeram inúmeras reuniões dos sábios para resolver essa situação e um belo dia, surgiu uma ideia:

- “ Quem sabe, isso não são almas do outro mundo, que estão perseguindo as pessoas.”

E assim todos admitiram a idéia.

E convidaram as pessoas portadoras dessa doença esquisita, sentaram-nas em uma mesa e a doença tinha sido descoberta: eram almas que estavam perseguindo e que queriam falar qualquer coisa.

E foi aquela coisa: todos se incorporaram bem dizer, a um tempo só.

E para serem bem recebidos, os habitantes diziam:

- “ Eu sou a alma de um tio falecido; eu sou a alma do seu avô e assim por diante.”

Os habitantes do espaço foram obrigados a mentir para serem bem recebidos.

E assim foi que surgiu o espiritismo na terra, daí sua lapidação cada vez mais, seu progresso, sua evolução, cada qual funcionando de sua forma, de seu jeito, de sua maneira de uma infinidade de formas diferentes; criaram nomes, criaram tudo, criaram um magistério, a progredirem cada um à sua maneira mais conveniente.

Então os habitantes do espaço, para serem recebidos pelas pessoas aqui na Terra, se identificavam como se fosses viventes que foram encarnados aqui.

Foi assim, que nasceu o espiritismo na Terra e o porquê da existência dele que ninguém nunca soube o porquê da sua existência.

E assim, o espiritismo foi o primeiro passo para se encontrar a Meta Final, o nosso verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL. De onde todos vieram e para onde todos vão.

Foi o primeiro passo para o encontro com a individualidade que se encontrava perdida nesse mundo, que ninguém sabia dizer o porquê dele.

EXISTE ESPÍRITO NO CORPO DE ALGUÉM?

Não. Existem sim, espírito no espaço, que daí são habitantes entre o sol e a terra, que para serem recebidos pelas pessoas aqui da terra e atendidos, eles se apresentam como se fossem espíritos de pessoas falecidas para que todos deem atenção, se incorporando nos médiuns como espíritos de santos que vieram do céu, como espíritos de parentes conhecidos e desconhecidos e as pessoas aceitando, por julgarem ser aquilo que não são.

E demais, se existisse esse sobressalente no corpo de alguém, o espírito de um chefe de família, depois de falecido, o espírito viria orientar sua esposa e seus filhos e dessa forma estaria constatada a imortalidade.

E mesmo se existisse esse sobressalente no corpo de alguém, ninguém tiraria a vida de outro, com medo da represália do espírito que viria, no caso, fazer justiça por o espírito ter o livre arbítrio de fazer o mal e o bem. E por isso existem os espíritos maus e os espíritos bons.

Dessa forma, o espírito ficaria indignado por perder a vida do corpo que está encarnado. E quanto mais não fosse, o espírito se incorporava num médium, no centro mais próximo, para denunciar o criminoso, para ser feita a justiça necessária.

Como vê, aparece uma infinidade de pessoas mortas pelo mundo inteiro e espírito nenhum vem fazer justiça incorporando nos médiuns, nos centros espíritas, denunciando os criminosos.

Tudo isso foi para a propaganda dos habitantes do espaço, que são os espíritos, começaram a se materializar de uma infinidade de formas diferentes.

Se materializando como um parente da pessoa, ou amigo, ou conhecido ou desconhecido, como um animal qualquer, como bichos.

Tudo isso, os espíritos usaram, para provar que o espaço era habitado e para que fossem bem recebidos aqui na terra, incorporando nos médiuns.

Isto foi um trabalho muito importante que eles fizeram . Foi preciso e necessário. Porque abriu a Linha Cósmica, para se encontrar a Meta Final, que é o nosso verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.

Mas a partir de 1935 com a mudança de fase da natureza – o nascimento da CULTURA RACIONAL em 04 de outubro – os seres invisíveis adiantados e evoluídos, os chamados “Seres de Luz” reconheceram essa mudança e se ligaram e se alinharam à nova fase por ter entrado na natureza, a Fase Racional.

A fase do espiritismo foi a fase do pensamento, da intuição, da imaginação, da inspiração e a Fase Racional é a fase do Desenvolvimento do Raciocínio.

EXISTE VIDA APÓS A MORTE?

Sim, porque tudo se transforma em corpos de vida em classes inferiores.

QUEM FEZ ESSE MUNDO ASSIM?

O mundo é consequência de seus próprios habitantes e por isso é uma deformação Racional em transformações de classes inferiores.

Por isso, o mundo está por conta dos seus próprios habitantes. Por isso, as leis que governam o mundo são feitas pelos seus próprios habitantes. Se está doente, vai a quem para se tratar? Vai ao medico para remediar. Se der certo, tudo bem. Se não der certo, tudo continua como sempre foi.

Mas agora com a nova fase da natureza que está em vigor, a Fase Racional, o mundo entra em outra regência, a regência de uma nova energia, a Energia Racional, a Energia Consciente e Positiva. Desde 1935 houve essa mudança na natureza e houve a ligação dos dois mundos: o mundo deformado, que é o mundo de matéria ( visível e invisível ), mundo que habitamos com o Mundo Superior, o MUNDO RACIONAL, que é o mundo da verdadeira origem de tudo e de todos. Mundo da definição definitiva e definida de tudo e de todos: com base, lógica, provas e comprovações minuciosas através da cultura natural natureza, a CULTURA RACIONAL contido nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

(Fonte: Obra 1º, Hist. 8º)

A continuação desses esclarecimentos e de outros mais estão contidos nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

 

est